CRENDICES

SIMPATIAS

SUPERSTIÇÕES

 

 

 

 

 

 

 

INTRODUÇÃO

 

 

"As origens das crendices e superstições são tão antigas quanto a própria humanidade. No Brasil, chegaram com os portugueses, mesclaram-se às crenças dos indígneas e posteriormente a dos africanos escravos. E com o decorrer do tempo foram incorporadas à cultura brasileira juntamente com as crenças de outros imigrantes que aqui aportaram.

 

O homem ancestral, não encontrando explicação para alguns fenômenos da natureza ou origem das coisas, buscava em sua imaginação alguma explicação mágica. O medo e a dúvida foram os grandes geradores de crendices, e as tentativas de neutralizar estes medos e presságios geraram uma série incalculável de crenças que o povo possui.

 

Para o folclore, crendice é toda aquela crença em coisas que a lógica não explica, e a superstição é essa mesma crença quando envolve o medo de conseqüências. Por exemplo: Virar a vassoura atrás da porta para a visita ir embora é uma crendice; acreditar que o gato preto dá azar é superstição, pois envolve o medo do azar. De forma simplificada pode-se dizer que sempre se diz 'não presta' é superstição, quando apenas se acredita, sem medo, é crendice".

 

 

ALGUMAS VARIADAS

 

 

Ferradura:

 

É considerado um amuleto de sorte desde a Grécia antiga. Primeiramente, ele era confeccionado em barro, elemento que os gregos acreditavam servir como proteção de todo mal. Além disso, o seu formato lembra a lua crescente, símbolo de fertilidade e prosperidade. Recomenda-se usá-la no alto da porta, com as pontas viradas para cima, para que a sorte não vá embora. Mas há quem diga que ela deve ficar com as pontas para baixo, para que a sorte se espalhe por toda a casa.

 

Número 7:

 

Segundo Pitágoras, matemático e pai da numerologia, o número 7 é sagrado, perfeito e poderoso. Junto com todos os ímpares, é considerado mágico. Ele aparece em vários fatos históricos. São 7: sacramentos, pecados capitais, notas musicais, maravilhas do mundo antigo, virtudes, pragas do Egito, dias para a criação do mundo, imperadores de Roma que morreram assassinados. Além disso, o arco-íris tem sete cores, há o manifesto das sete artes, pula-se 7 ondas no réveillon e 70 x 7 é a conta do perdão.

 

Agosto é mês de desgosto.

 

 

Jogar sal no fogo espanta o azar.

 

Quem for pulado não cresce mais.

 

 

O número 7 é o número da mentira.

 

Cruzar com gato preto na rua dá azar.

 

Mulher que tem o segundo dedo maior que o primeiro, manda no marido.

 

Cabelo cortado em sexta-feira santa não cresce mais.

 

Apontar e contar estrelas no céu faz nascer verruga na ponta dos dedos.

 

Vassoura de ponta cabeça atrás da porta, espanta visitas.

 

Quem passa debaixo do arco-íris vira mula-sem-cabeça.

 

O número 13 é símbolo de azar.

 

Sol e chuva é casamento de viúva.

 

Chuva com sol é casamento de espanhol.

 

Passar debaixo de escada dá má sorte.

 

Quebrar espelhos dá 7 anos de azar.

 

Colocar a bolsa no chão faz o dinheiro acabar.

 

Abrir os braços em cruz no vão de uma porta é chamar a morte.

 

Uma moeda de cobre colocada na boca de uma pessoa assassinada, impede que o homicida fuja do local do crime.

 

Se a nossa orelha direita coça, estão falando bem de nós, se é a esquerda estão falando mal.

 

Coceira na palma da mão direita é dinheiro que vamos receber, na esquerda é carta a chegar.

 

Quando uma criança se curva para a frente e olha por baixo das pernas, está chamando um novo irmão.

 

Ferradura atrás da porta afasta o mau olhado

 

Sal no fogo afasta visitas

 

Varrer os rastros de uma pessoa afasta-a para sempre

 

Derramar açúcar traz sorte

 

Quando o grilo canta dentro de casa é sinal que se receberá dinheiro

 

Crendices e superstições ligadas a namoro, noivado e casamento

 

A jovem que pega o buquê da noiva será a próxima a casar

 

Varrer os pés de moça solteira, não casa naquela ano

 

Moça que abre sombrinha dentro de casa fica "para titia"

 

Quando a fumaça do cigarro forma um círculo é porque a pessoa amada está pensando na outra

 

 

Ligadas à gravidez, ao nascimento ou recém-nascido

 

 

Não deve pular cerca, senão a criança nascerá aleijada

 

Quando a grávida tem desejo e não é atendida, a criança nasce de boca aberta ou fica "babão", e quem não atende fica com terçol

 

Criança que ri dormindo está sonhando com os anjinhos

 

Para passar soluço do nenê, deve-se colocar na testa do mesmo um fiapo de lã, de preferência vermelho; colar com a saliva da mãe

 

 

Superstições gerais

 

 

 

ARRUDA : Planta originária do sul da Europa associada às crendices e superstições. Popularmente conhecida como erva purificadora, é usada para atrair bons fluidos e afastar maus-olhados e vibrações negativas.

 

Elefante: Ter um elefante de enfeite sobre um móvel qualquer evita a falta de dinheiro. Isso se ele tiver a tromba erguida e for colocado de costas para a porta de entrada.

 

Guarda-chuva: Abrir guarda-chuva dentro de casa traz infortúnios e problemas aos familiares.

 

Cruzar os dedos: É costume cruzar os dedos ao fazer um pedido, contar uma mentira ou diante de algum perigo. O gesto, que evoca uma cruz, afasta a má sorte e as influências maléficas.

 

Brinde: Se no seu copo tiver bebida alcoólica, não brinde com ninguém cujo copo contenha bebida sem álcool. Vocês terão seus desejos invertidos.

 

Xícara virada com a boca para baixo atrasa a vida

 

Chinelo ou sapato virado provoca a morte da mãe

 

Figa: Na Grécia antiga e em Roma, ter uma figa como amuleto era comum, principalmente para mulheres, pois era considerada símbolo de fertilidade. O polegar entre os dedos representaria o órgão masculino penetrando no feminino. No início do cristianismo, acreditava-se que colocar o polegar sob os outros dedos ou fazer figa afastava fantasmas e maus espíritos. Com o tempo, a figa, que foi trazida ao Brasil pelos europeus, passou a ser utilizada para proteção contra mau-olhado e influências negativas.

 

Bater na madeira: Originalmente, batia-se em um tronco de árvore. Os povos antigos acreditavam que, como caíam muitos raios sobre elas, isso era um sinal que os deuses moravam nas plantas. Assim, toda vez que se sentiam culpados por alguma coisa, batiam no tronco com os nós dos dedos para chamar as divindades e pedir perdão.

 

Pé-de-coelho: Carregar um pé-de-coelho no bolso para atrair a sorte não veio deste animal, mas da lebre. O rito nasceu da crença de que os ossos das patas da lebre poderiam curar gota e outros reumatismos. Para ser eficaz, o osso devia ter uma articulação intacta. Por serem tão parecidos, a lebre e o coelho passaram a fazer parte dessas crendices relativas a suas virtudes mágicas.

 

Trevo de 4 folhas: O trevo é uma planta com três folhas, mas quando encontrado com quatro folhas, algo raro, é sinal de boa sorte. Entretanto, para que ele dê sorte, o trevo de quatro folhas deve ser recebido de alguém e repassado para mais três pessoas.

 

Vestir-se de preto nos funerais: Estudos antropológicos indicam que a provável origem dessa tradição estava no medo dos vivos de serem possuídos pelos espíritos dos mortos. Assim, nos ritos funerários os homens primitivos pintavam seus corpos de negro para se camuflar e impedir que a alma do falecido entrasse em seu corpo.

 

 

Enrolar as meias enrola a vida

 

Espelho quebrado dá sete anos seguidos de azar

 

Varrer a casa à noite atrai desgraças

 

Apontar para as estrelas faz nascer verrugas nos dedos da mão

 

 

 

SOBRE A MORTE

 

 

Não se deve costurar roupa no corpo de uma pessoa, por que essa pessoa pode morrer muito breve, "só se costura no corpo mortalha de defunto". Se for necessário, proceder a costura dizendo "eu te coso vivo e não morto".

 

Dormir com os pés virados para a porta da rua é agouro de morte.

 

Doente que muda de cabeceira na cama está às portas da morte.

 

Dormir sobre a mesa chama a morte.

 

Treze pessoas sentadas à mesa ocasionará a morte de uma delas, geralmente da última que chegou.

 

Cachorro que uiva à noite, coruja que pia em cima da casa, ou borboleta preta (bruxa) entrando na residência é sinal que a morte anda rondando alguém da família.

 

Para que um defunto não inche, deve-se colocar uma chave na sua mão.

 

 

UMAS E OUTRAS

 

 

São Jorge: Um belo e corajoso cavaleiro cristão teria salvado a população da cidade de Silene, na Líbia, de um terrível dragão, que, após acabar com todo o rebanho da região, estava devorando as jovens locais. Antes que a princesa fosse entregue em sacrifício, Jorge enfrentou o dragão, não sem antes fazer o sinal da cruz. Com um golpe certeiro, sua lança atingiu o monstro, que caiu morto. O cavaleiro explicou que só venceu porque invocou a presença de Deus ao fazer o sinal da cruz. Simbolicamente, Jorge personifica o cruzado sem medo, que luta contra o demônio para defender a fé cristã. Até hoje, muita gente confunde a lenda do cavaleiro Jorge com São Jorge, um romano que morreu mártir na perseguição de Diocleciano, no começo do século IV.

 

Sexta-feira 13 : Diz a lenda que quando as tribos da Escandinávia foram convertidas ao cristianismo, Friga, a deusa do amor e da beleza, foi transformada em bruxa e isolada no alto de uma montanha. Como vingança, ela teria passado a se reunir todas as sextas-feiras com outras 11 feiticeiras, mais o próprio Satanás, para rogar pragas sobre a humanidade. Vem de seu nome as palavras friadagr e Friday, sexta-feira em escandinavo e inglês, respectivamente.

 

Gnocchi da sorte: Comer a massa todo dia 29 de cada mês traz sorte nas quatro semanas seguintes. É importante colocar uma nota de um real sob o prato, que só poderá ser gasta no dia 29 seguinte. Reza a lenda que um frade andarilho italiano bateu à porta de um casal de velhinhos, num dia 29. Pediu um prato de comida e o único alimento que havia na casa era gnocchi. Tempos depois, ele voltou para contar aos seus anfitriões que, após aquela refeição, sua vida havia mudado para melhor.

 

Pão: Quando o pão cai no chão, ele deve ser recolhido e beijado para que não falte comida a essa pessoa. Isso porque no pão estaria Nosso Senhor.

 

 

NÃO É RECOMENDÁVEL FAZER:

 

 

Colocar duas vassouras juntas num canto da casa - porque faz com que haja briga na família

 

Guardar espelho quebrado - por que dá azar, dá peso, atrai desgraças

 

Casar em agosto - porque é o mês do desgosto. O casamento não será feliz

 

Duas pessoas lavarem as mãos ao mesmo tempo - porque prejudica uma delas

 

Matar sapo - traz chuva

 

Dar e tornar a tomar - porque fica corcunda ou fica aleijado

 

Comer na panela - se é moça solteira, choverá no dia do casamento, se é rapaz solteiro, idem. Se já forem casados, estão provocando a miséria

 

Comer com chapéu na cabeça - porque o diabo se ajunta à mesa

 

Comer peixe e carne misturados - além de falta de respeito, faz mal

 

Deixar chinelo emborcado dentro do quarto

 

Sair montando em cavalo de pelo branco em dia de tempestade - por que o pelo branco do cavalo atrai os raios

 

Ter pica-pau em casa - porque é ave agourenta

 

 

DEVE FAZER

 

 

Usar ou colocar debaixo da cama uma vara de cipó - para afugentar cobras de dentro de casa e não permitir que entrem no quarto

 

Matar imediatamente a galinha que cantar como galo - para evitar desordens em casa

 

Para ter sorte e evitar mau olhado - deve-se usar um galhinho de arruda atrás da orelha

 

Ao passar por um gato preto pela frente da pessoa, esta deverá dar três pancadas ou com o pé no chão, ou com a mão esquerda numa parede, para conjurar o azar

 

 

DOENÇAS

 

Urinar contra o vento dá gonorréia.

 

A urina do sapo cega.

 

Mijar em cima de tijolo quente é bom para urina presa (anúria).

 

Uma ferradura afixada numa porta evita que a doença entre na casa.

 

Encharcar um pedaço de pão com a saliva de cirnaça acometida de coqueluche e dando-o para um cão comer, a doença transfere-se para o animal.

 

Matar um grilo traz azar.

 

Matar um urubu atrasa a vida.

 

Um colar feito com sete cabeças de alho previne contra o mau-olhado.

 

É mau agouro colocar tições em forma de cruz no fogo.

 

Para obter um sono leve basta colocar sob o travesseiro um esporão de quero-quero.

 

Menino que brinca com fogo, mija na cama.

 

Urinar na água é o mesmo que mijar na cara da madrinha.

 

Botar sal no fogo é atraso na vida.

 

Cobra não morde mulher menstruada por que, se o fizer, morrerá.

 

Mulher grávida não deve portar uma chave no seio, pois se assim proceder, a criança pode nascer com lábio leporino.

 

Se a gestante apresentar a barriga arredondada, nascerá uma mulher; se mostrar-se pontuda, virá um homem.

 

Pendurando-se uma aliança em fio de cabelo da gestante, se o seu movimento for para a frente e para trás, virá um menino; se for lateral, nascerá uma menina.

 

 

 

 

A Lua

 

 

A grande maioria de nossas crendices herdamos de Portugal, onde o povo - apesar de religioso - acredita em muitas coisas que a lógica ou a racionalidade não explicam.

 

No meio rural é crença generalizada que a lua tem influência direta em toda a atividade humana, especialmente na lavoura, na pecuária, no clima, nas chuvas e até mesmo na vida do homem. Para quem lida com plantações, as fases da lua devem ser cuidadosamente observadas.

 

OUTRAS:

 

Legumes de cabeça (repolho, alface e outros) devem ser transplantados na minguante e as folhosas (couve, radiche, espinafre, etc) na nova.

 

Quem cria aves deve cuidar para que o nascimento dos pingos não ocorra na minguante. Se forem colocados no "choco" na minguante, os ovos "goram" e perde-se a ninhada. A influência da lua e das tempestades é neutralizada por um prego enferrujado ou pedaços de carvão colocados no ninho.

 

Para o cabelo crescer rapidamente deve ser cortado na nova, crêem alguns, outros acreditam que na nascente. É consenso que quem tem muito cabelo e não quer que cresça logo, deve corta na minguante.

 

Não se deve deixar as fraldas do recém-nascido no varal à luz do luar, pois este terá cólicas. Se isto acontecer, a mãe com o filho nos braços o mostra para a lua e reza esta oração "Lua, luar, me deste este filho e me ajuda a criar".

 

 

ASMA 1

 

Num copo americano virgem, encher com leite e dar ao paciente para que beba a metade. Logo após, cobrir com papel ou plastico a boca do copo com o restante do leite, utilize um elástico ou um barbante e enterra-lo embaixo de uma árvore, num local onde o paciente jamais irá passar. À medida que o leite for secando, os sintomas da doença desaparecerão. VOLTAR

 

ANEMIA 1 :

 

Pegar uma semente de gergelim e amassar num pilão. Fazer uma mistura num copo de água e deixar descansar por 7 horas. Coar num pano virgem, adoçar e tomar em jejum. Fazer esse tratamento por 9 dias.

 

ANEMIA 2:

 

Bater no liquidificador uma beterraba e uma cenoura, e adoçar a vontade. Tomar um copo 3 vezes ao dia.

 

ÁCIDO ÚRICO:

 

- Fazer um chá com folha de couve. Não ferver, mas coloque a folha em água fervente e abafe com uma tampa a vasilha. Quando morno, tomar 3 xícaras do chá durante o dia.

 

AZIA 1:

 

Bater no liquidificador um copo com leite, juntamente com a metade de uma maçã e uma folha pequena de couve. Beber o líquido vagarosamente.

 

AZIA 2:

 

Pegar uma colherinha de pó de café e colocar sobre a língua até dissolver Engolir aos poucos juntamente com a saliva. A melhora será quase que instantânea.

 

AZIA 3:

 

Pegar um pedaço de pão de trigo integral (se for preto é melhor) e levá-lo ao fogo para torrar até virar carvão, de modo que fique preto por dentro e por fora. Comer lentamente este carvão, e a azia e a má digestão desaparecerão por completo.

 

COLESTEROL:

 

Pegar uma cabeça de alho e álcool de cereais. Descascar o alho e fazer pequenos cortes nos dentes. Colocar num vidro e encher com o álcool, deixando permanecer assim por 15 dias. Tomar 5 gotas ao dia, diluídas em meio cópo de água.

 

CÓLICA DE CRIANÇA:

 

Colocar uma colher de chá de semente de coentro em um copo com água fervente e abafar. Dar pra criança tomar 3 vezes ao dia.

 

DIABETES :

 

Pegar um mamão e fazer um álcool,deixando em infusão por 4 dias. Logo após, aplicar essa solução com leves massagens, na região afetada.

 

CALO NOS PÉS:

 

Amassar um dente de alho e misturar numa colher de sopa de azeite quente. Colocar a substancia obtida sobre o calo, envolvendo com gaze. Repetir esta operação durante alguns dias e a calosidade desaparecerá.

 

DORES REUMÁTICAS:

 

Pegar 21 folhas de eucalipto colocar em l litro de álcool,deixar em infusão por 4 dias. Logo após, aplicar essa solução com leves massagens, na região afetada.

 

PARA ESQUECER UMA MAGOA:

 

Escreva num papel o motivo de sua mágoa e depois, durante 7 dias seguidos, acenda uma vela sobre o papel. No último dia deixe que a vela queime o papel. 2 -Se tiver lembranças ruins faça tantos chumaços de algodão embebido em álcool quanto forem as lembranças ruins. Em seguida coloque fogo nos chumaços e as cinzas e jogue em água corrente.

 

 

 

 

Murais:

Prefere aqui?

Comemore !



 

Ctrl+C para copiar o brinde acima!

 

 

Clique numa das imagens ou setas abaixo,

para voltar ou seguir em frente !

 












ESPEERO QUE TENHA GOSTADO; VOLTE SEMPRE!